Como hackear Messenger

Hackear Messenger

Isenção de responsabilidade: Estes métodos não são divulgados para fins ilegais, mas para fins informativos, a fim de recuperar e salvaguardar suas próprias contas.

Como hackear o Facebook Messenger

Como faço para hackear o Facebook Messenger?

Esta é uma questão muito ampla. O Facebook Messenger, o chat feito no Facebook, pode ser hackeado como qualquer outro software rodando em um servidor, mas para responder a esta pergunta você precisa desconstruir o termo “hacking”. Se você estiver falando em acessar mensagens de uma conta Messenger, isto pode ser feito de várias maneiras.

1/ A técnica dos três amigos

Esta técnica consiste em cometer deliberadamente erros de conexão ao tentar se conectar ao Messenger usando o endereço de e-mail do alvo. Após alguns erros de senha, o Facebook Messenger reconhece que você está tendo problemas para fazer o login e pergunta se você deseja usar formas alternativas para fazer o login. Responda que você perdeu seu endereço de e-mail e quer escolher outro. Messenger lhe pede para provar que é você, pedindo 3 amigos que já estão lhe seguindo por sua conta. Estes 3 amigos serão usados para autenticar sua conta. Para aprender como hackear o Messenger, a técnica consiste, portanto, em prever o hacking do Messenger com antecedência, criando 3 contas diferentes no Facebook e enviando pedidos de amizade ao alvo. Se o alvo aceitar, você terá então 3 contas de Messenger diferentes que já seguem o alvo. Quando o Messenger pedir a você 3 amigos para mudar seu endereço de e-mail, forneça os detalhes das 3 contas do Facebook que você criou e que já seguem o alvo. O Facebook solicitará a esses 3 amigos que validem sua mudança de e-mail, você poderá validá-la facilmente. Depois disso, basta mudar seu endereço de e-mail, validar o novo endereço de e-mail, fazer o login na conta e mudar a senha!

A desvantagem desta técnica :

A conta alvo notará rapidamente o hacking e saberá seu endereço IP, a menos que você saiba como ocultá-lo.
De fato, o Facebook envia um e-mail assim que percebe que foi feita uma tentativa mal-sucedida de login.
Este tipo de tentativa de hacking requer o uso de uma VPN para disfarçar seu endereço IP pessoal.

Técnica dos três amigos (parte 1)

Técnica dos três amigos (parte 2)

2/ O método da força bruta

A maneira menos eficaz de fazer isso é o método da força bruta, que consiste em tentar todas as combinações possíveis de senhas até encontrar a senha certa. Este método antigo, baseado em um software sem fim, é ineficaz hoje em dia.

A desvantagem desta técnica:

O Facebook aprendeu a se proteger contra esta técnica.

Como hackear Messenger

3/ Phishing

Outro método é o phishing, um truque de engenharia social no qual o alvo é enganado para inserir suas informações de login em um site fraudulento que copia o original. O link em meu artigo explica como fazer isso.
  • Para resumir, compre um domínio web com um nome vinculado ao Facebook (ou seja, FacebookAdmin, FacebookAlert, etc.) e crie um endereço de e-mail como staff@facebookalerte.com.
  • A página inicial deste site deve se parecer exatamente como a tela de login do Facebook.
  • Você pode enviar uma mensagem de e-mail para sua vítima a partir do endereço de e-mail que você criou, desde que eles acreditem que se trata de uma mensagem do Facebook.
  • Você (fingindo ser do Facebook) o convida a entrar (seguindo o link do domínio que você criou) na conta dele ou dela para atualizar suas informações pessoais.
  • Ela é então redirecionada para a página de destino que você criou, que é nada mais nada menos que a tela oficial de login no Facebook.
  • É isso aí, você tem os identificadores que está procurando!
Ao contrário da abordagem de keylogging que veremos abaixo, você não precisa de software, mas sim de habilidades de engenharia social.

A desvantagem desta técnica :

Este tipo de ataque equivale ao mau uso do computador e faz com que você cometa uma ofensa criminal.
A autenticação de dois fatores do Facebook pode enviar um e-mail para o alvo se você tentar entrar a partir de um dispositivo não reconhecido.
Portanto, o login a partir de dispositivos confiáveis já em uso para acessar essa conta é necessário para contornar a autenticação de dois fatores.

“Como hackear Messenger”

4/ Roubo de cookies

Quando alguém rouba seu cookie, você é hackeado! Os cookies são dados de seu navegador de internet armazenados em seu disco rígido local. Eles são usados para verificar suas informações de identificação não apenas no Facebook, mas também por todos os sites que você visita a partir de seu navegador. Sua senha não é armazenada em cookies, mas sim em cadeias de hash (veja Funções de Hashing Criptográficas – Ivan da Silva Sendin). Se alguém rouba seus cookies e os injeta em seu próprio navegador, eles ganham acesso imediato à sua conta. A verificação em duas etapas ou outras medidas de segurança não terão nenhuma utilidade neste caso, simplesmente porque a partir do momento em que o cookie é injetado, sua sessão é copiada. O usuário não precisará voltar a entrar em sua conta: ele acessará sua sessão já iniciada após todas as verificações de segurança terem sido aprovadas. Ele poderá acessar sua conta diretamente. Se o hacker não alterar sua senha, você ainda poderá usar sua conta após o roubo e uso de seus cookies.

Há três maneiras de destruir a sessão que o hacker está usando:

  • a/ Sair (clicando em log out no menu Messenger). Como o hacker acessa sua conta usando a mesma sessão de login que a sua, se você sair, o Facebook destruirá a sessão, e o hacker precisará roubar seus cookies novamente.
  • b/ Acesse as configurações de segurança do Facebook. Lá você encontrará uma lista de todas as sessões conectadas. Destrua-os você mesmo, e o hacker será expulso de sua conta Messenger.
  • c/ Você também pode alterar sua senha: isto apagará automaticamente todas as sessões conectadas.

Limpar o cache do Facebook Messenger

5/ Spyware

Alguns hackers usam spyware para penetrar em suas contas. Já falamos neste site sobre a Mspy e a Hoverwatch, que achamos que são as mais confiáveis. A primeira é especializada em roubar mensagens de texto, senhas e redes sociais.

A aplicação Mspy

A segunda é especializada em roubar conversas telefônicas, gravar chamadas telefônicas e copiar discussões para qualquer mensageiro instantâneo.

A aplicação Hoverwatch

Este spyware se instala no telefone da vítima e depois se torna invisível. Um vídeo no Youtube explica como instalar este tipo de software:

→ Como hackear Messenger

O lado negativo desta técnica:

Você tem que instalar estas aplicações no telefone de destino, então você tem que tê-lo em mãos mesmo que não precise dele depois. Note que a Mspy pode ser instalada remotamente, mas somente em um iPhone.

6/ A técnica de keylogging

Os keyloggers são ferramentas (software ou hardware) que permitem que um terceiro intercepte e armazene teclas pressionadas em um dispositivo. Os keyloggers podem registrar todas as informações que a vítima entra com seu teclado, incluindo senhas de acesso a redes sociais, e-mails ou mensagens instantâneas (Facebook Messenger, WhatsApp, etc.). Para aprender como hackear o Messenger, eles também registram o que é pesquisado na Internet.

Keyloggers de hardware

São pequenos dispositivos que podem ser conectados ao cabo que conecta o computador e seu teclado. Muitas vezes você verá que se parece com um adaptador USB. A instalação é simples:
  • Conecte o dispositivo através da porta USB (entre o teclado e o PC).
  • Se a conexão for sem fio, basta inserir o receptor em uma porta USB disponível.
  • Enquanto estiver com o PC, o dispositivo registrará automaticamente todas as palavras digitadas. Os textos e senhas são salvos na memória interna do dispositivo como um arquivo .txt digital.
  • Quando estiver à vontade, recupere o dispositivo e observe os dados que ele coletou.
Testei um keylogger que comprei da Amazon, e devo dizer que funcionou exatamente como esperado. Ele reuniu todas as informações e as armazenou em um arquivo acessível.

A desvantagem desta técnica :

Todas as informações inseridas no teclado são coletadas em um grande arquivo seqüencial.
Este arquivo não é apresentado como um relatório detalhado, mas sim como uma sucessão de palavras sem qualquer formatação. Cabe a você saber a que correspondem estas palavras.
Esta técnica tem outras limitações que você deve estar ciente:
  • Você só pode usar estes keyloggers de hardware em desktops ou PCs Windows/Mac. Os keyloggers não funcionam em smartphones.
  • Eles não são discretos, e qualquer dispositivo físico pode ser rastreado, especialmente se as portas USB forem visíveis.
  • Isto não contorna a autenticação em duas etapas ou verificação implementada pelo Facebook e outros sites. Se você usar as credenciais para entrar em um dispositivo diferente, é provável que o proprietário receba um alerta por e-mail por “atividade suspeita”.
Como saber quem visitou meu perfil no Facebook

Keyloggers de software

Os keyloggers de software são mais inteligentes, fáceis e seguros do que sua versão de hardware. Eles também têm menos complicações e menos limitações. Para aprender como hackear o Messenger, você precisa :
  • Acesso ao dispositivo da vítima (telefone ou computador)…
  • Saiba como instalar um arquivo de software em um PC ou um aplicativo em um smartphone
Os keyloggers de software são programas de computador instalados diretamente no dispositivo, e são desenvolvidos com a intenção de salvar cada pressionamento de tecla feito. Quer saber algumas boas notícias? Até recentemente, você só podia instalar estes keyloggers de software em um computador. Mas agora eles estão disponíveis como aplicações para telefones Android e iOS. A instalação destas aplicações é simples. Um dos softwares mais utilizados para este fim é o mSpy, o mesmo que colocamos o link abaixo na categoria “spyware”. Funciona tanto para computadores quanto para dispositivos móveis.

As vantagens desta técnica :

Facilidade de uso: Você não precisa de conhecimentos de informática, especialmente com softwares como o mSpy. Você obtém 100% de suporte durante toda a instalação e há até mesmo tutoriais em vídeo que você pode usar para ajudá-lo.
Proteção contra armadilhas: O software é praticamente indetectável, portanto ninguém vai notar que ele grava entradas de teclado.
Velocidade: Assim que o alvo acessa as redes sociais, você também tem acesso às suas credenciais.
Controle remoto: Sim

Conclusão

Note também outra técnica que explicamos neste artigo: consiste, se você tiver acesso ao computador do alvo, em exibir o código fonte de sua sessão Messenger a fim de exibir a senha e recuperá-la. No final desta visão geral das diferentes técnicas de hacking Messenger, esperamos ter esclarecido a questão de como hackear o Messenger.
Como hackear Messenger

Redefinição da senha do Messenger

Abra a tela de login do Facebook e insira o ID do Facebook da conta que você deseja acessar. Você pode tentar entrar na conta tentando redefinir a senha, clicando na opção “Esqueci a senha“.

Você receberá várias opções quando clicar na opção “Redefinir senha“. Se você tiver acesso ao dispositivo ou ao e-mail do alvo, você pode escolher as opções para redefinir a senha.

Se não tiver, clique na opção “Não tenho mais acesso a estes”. Uma nova janela se abrirá e você será solicitado a digitar um novo e-mail. Você pode usar qualquer e-mail, desde que tenha acesso a ele.

Para que isto funcione, é preciso ter pelo menos três amigos em comum com a conta alvo. Assim que você clicar em recuperar, seus três amigos em comum receberão um código em seu e-mail. Você precisará digitar os três códigos no Facebook, após o que você terá permissão para redefinir a senha.

User Review
5 (1 vote)

Pros

  • Grátis
  • O acesso físico ao computador do alvo não é necessário.

Cons

  • São necessários 3 amigos mútuos que estão dispostos a lhe dar o código que estão prestes a receber.
  • Uma notificação de mudança de senha será enviada para o usuário original.
  • O alvo não poderá acessar sua conta uma vez que a senha for alterada.